- Atualizado em

Torcedores protestam contra Teixeira durante assembleia na CBF

Rodrigo Viga Gaier/Reuters

Presidentes das federações estaduais de futebol estão reunidos na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro, para discutir a reforma no estatuto da entidade presidida por Ricardo Teixeira desde 1989. O longo mandato foi alvo de um pequeno protesto do lado de fora da entidade nesta quarta-feira.

Um grupo de cinco torcedores levou uma faixa com a inscrição "Fora Ricardo Teixeira e CBF diretas já" e gritava palavras de ordem antes de ser expulso pela segurança privada do condomínio onde funciona a CBF.

"Já não há mais espaço para o Ricardo Teixeira no futebol, que é do povo. Queremos um futebol democrático, justo e para todos. A solução é a regulamentação do esporte por parte do Estado", disse o representante da Frente Nacional dos Torcedores João Ermínio Marques.

Um dos temas em pauta na reunião seria a mudança nos critérios para a escolha do substituto de Teixeira em caso de licença, renúncia ou afastamento do dirigente, que é alvo de rumores sobre uma suposta saída da entidade e do comando da organização da Copa do Mundo de 2014.

Pelo estatuto em vigor, o vice-presidente regional mais idoso seria o substituto imediato de Teixeira. José Maria Marin é o mais velho entre os vice-presidentes e, no fim do ano passado, assumiu temporariamente o comando da CBF durante um período de férias de Teixeira.

Ele é ligado ao futebol de São Paulo e presidentes de algumas federações temem um domínio paulista na entidade, uma vez que o diretor de seleções da CBF é Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians, e o técnico da seleção, Mano Menezes, embora seja gaúcho, ganhou status quando trabalhava em São Paulo.

"Acho que não teremos nenhuma grande mudança na reunião", disse à Reuters um presidente de uma federação do Nordeste sob condição de anonimato. Ele simpatiza com o nome de Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), e vice-presidente da Região Nordeste.

Reuters

Reuters - Reuters Limited - todos os direitos reservados.

Publicidade

» Enviar seu comentário » Ver todos os comentários
 
Envie seu comentário.

Obs: todos os campos são obrigatórios

Nome: *  
Email:  
Comentário: *


Viu algum erro nesta notícia? Comente.

Obs: todos os campos são obrigatórios

Seu Nome: *  
Seu Email: *  
Comentário: *