EDITORIAS
 
Dá para acreditar? I Celebridades I Cinema I Cultura I Gastronomia I Música I Televisão
-
     
24/06/2010 20h47    
 

Michael Jackson: vivo ou morto?

 
Bruna Buzzo/RedeTVi
 
 
Divulgação

No dia 25 de junho de 2009 falece Michael Joseph Jackson, vítima de uma overdose de Demerol, um analgésico semelhante à morfina. Ao menos é o que consta em seu atestado de óbito.

O verdadeiro nome completo do grande astro do pop, no entanto, era Michael Joe Jackson. E, para quem acredita que ídolos nunca morrem, um nome trocado em um documento oficial é o suficiente para acreditar que a possibilidade de cruzar com o astro por aí ainda existe.

E as teorias de que o cantor ainda está vivo não param por aqui. Para os fanáticos, o corpo no caixão não era de Michael. Aliás, havia corpo no caixão? Você viu? Eles não viram. E, como Tomé, de tudo duvidam.

Neste culto ao ídolo do pop, minutos após sua morte foi registrado na web o domínio http://www.michaeljacksonhoaxdeath.com, que em uma tradução livre seria 'morte-de-michael-jackson-foi-forjada.com'. O texto inicial pode até convencê-lo: são mais de 140 motivos para duvidar da morte de Michael, de trocas de nomes, que podem perfeitamente ser meros enganos de registro, a indícios de que o cantor teria forjado sua morte para fugir da falência bancária, já que a família Jackson conseguiu quitar todas as dívidas deixadas pelo astro e ainda saiu com um lucro que ultrapassa os 500 milhões de dólares - só com músicas, discos relançados e singles faturaram US$ 429 milhões e com o documentário 'This is It' vieram mais US$ 392 milhões, fora o dinheiro que veio com outros produtos.

MJ não morreu
Dentre tantas viagens levantadas para defender que Michael Jackson ainda estaria vivo, as melhores teorias se baseiam em uma foto do cantor durante o processo de ressucitação: uma foto em boa resolução, que o mostra dentro da ambulância com vidro escuro. Impossível? Provavelmente uma foto forjada, já que, se fosse verídica, o fotógrafo apareceria refletido no vidro.

Após a autópsia do suposto corpo, um cirurgião plástico mostrou que o relatório oficial continha informações equivocadas sobre procedimentos cirúrgicos realizados pelo cantor. O texto do Instituto Médico Legal diz que o corpo tido como o de Jackson apresentava cirurgias plásticas na orelha, uma das poucas partes do corpo em que o cantor não mexeu. Já sobre plásticas no nariz o relatório não diz nada.

Um outro fato interessante foi a aparição de um amigo de Michael no programa do apresentador Larry King, na CNN norte-americana, durante a semana de seu enterro. Dave Dave também sofria com problemas de pele e tinha o rosto deformado por doenças crônicas; certa semelhança física é apontada entre ambos e muitos acreditam que quem morreu foi este amigo. O 'Dave Dave' que conversou com Larry King seria, então, o próprio Michael disfarçado.

Muitas das fotos apresentadas como provas de que o cantor morreu são proveniente da agência 'The National Photo Group'. Para os descrentes da morte, a agência fabricou provas do óbito de Jackson, dando cobertura ao astro em sua busca por uma vida tranquila. Para este grupo que vê teorias conspiratórias em tudo, não há dúvida de que é tudo montagem.

Amigos intímos
Agora reflita um minuto. Quem melhor do que um amigo próximo para dizer se Michael Jackson está vivo ou não? O paulista Dirceu Jackson diz ter certeza de que o Rei do Pop não morreu. "Foi tudo planejado desde 1989, isso é evidente", afirma, categoricamente, zombando de quem possa crer, ingenuamente, que seu amigo pessoal esteja morto.

Dirceu conta que, antes do sumiço, conversou com o cantor pelo MSN e ele lhe avisou de que a turnê prevista para julho de 2009 talvez não acontecesse. "Eu ia no show, em Londres. Alguns dias antes do sumiço, o Michael me disse: 'Acho que nem vai ter show'." Era o descanso previsto desde 1989, quando Michael lançou o single 'Leave me alone'.

O esquema, segundo Dirceu, estava combinado com toda a família do cantor. Até o choro dos filhos de Michael, durante o funeral, seria "fruto da emoção do momento". Desde junho passado, Dirceu mantém um blog em que fala sobre os fatos que provam que MJ não morreu. Ele conta ainda que possui um arquivo com mais de 100 fotos e cerca de 15 vídeos que mostram aparições do cantor após sua "morte".

O astro está vivo e, segundo Dirceu, planeja uma volta gloriosa na época de seu aniversário, em agosto, quando deve ser lançado o disco Ressurreição, com 12 canções inéditas, entre elas o single 'Live ou Dead', uma provocação, afirma o amigo e fã.

Pena que, no caso do Rei do Pop, sua morte rendeu bem mais do que quando ele estava vivo. A morte quitou suas dívidas e ainda apagou as lembranças de seus processos e escândalos. Para quê voltar?

PUBLICIDADE
Compartilhe:
VÍDEOS
»
Receita Todo Dia
Heaven Delhaye ensina pão ciabatta recheado
PUBLICIDADE ANUNCIE