após reação em atentado

Promotor quer pena de 6 a 20 anos de prisão para cunhado de Ana Hickmann

Redação/RedeTV!

(Foto: reprodução/Instagram)

O promotor de Justiça Francisco Santiago declarou, nesta segunda-feira (18), a intenção de pedir pena de seis a 20 anos de prisão para Gustavo Corrêa, cunhado de Ana Hickmann.

A afirmação foi feita após interrogatório de Gustavo em audiência, realizada em Belo Horizonte, sobre a morte de Rodrigo Augusto de Pádua, que cometeu um atentado contra a apresentadora em um hotel na capital mineira em 2016.

Na ocasião, o cunhado da apresentadora atirou e matou Rodrigo após o susposto fã de Hickmann balear sua mulher, Giovana Oliveira.

Giovana, Gustavo, Ana Hickmann e o marido, Alexandre
(Foto: reprodução/Instagram)

Gustavo Corrêa foi denunciado pelo Ministério Público por homicídio doloso e, para o promotor, o fato do autor do atentado ter sido morto com três tiros na nuca extrapola o argumento de legítima defesa.

Além do cunhado de Ana Hickmann, mais três testemunhas prestaram depoimento. O irmão de Rodrigo, Helison Augusto de Pádua, falou após ter sido convocado pela promotoria.

As outras duas pessoas interrogadas foram indicadas pela defesa: a perita contratada pela família da apresentadora e um funcionário do hotel, que foi ouvido na última segunda-feira (11) em São João Nepomuceno, na Zona da Mata de Minas Gerais, por carta precatória.

O caso é conduzido pela juíza a Ámalin Aziz Sant'ana. Se a magistrada decidir pelo julgamento após ouvir testemunhas, interrogar o réu e receber as alegações da acusação e da defesa, Gustavo Corrêa pode ir a júri popular.

Veja também: Ana Hickmann diz que faz terapia para superar trauma de atentado

Recomendado para você


Comentários