Leitura Dinâmica

Segunda a sexta à 0h

Leitura Dinâmica

VOLTAR

"A Vida Invisível" é esperança de Oscar para o Brasil

Assista mais vídeos e inscreva-se no nosso canal de Jornalismo no Youtube

Chega aos cinemas brasileiros nesta quinta-feira (21) o longa-metragem "A Vida Invisível", do diretor Karim Aïnouz, conhecido por trabalhos como "Madame Satã" e "O Céu de Suely". O filme ganhou o prêmio da mostra Um Certo Olhar, do Festival de Cannes, e vem sendo cotado pela imprensa internacional como um potencial candidato ao Oscar. A repórter Joice Maffezzolli conversou com o elenco da produção. 


O filme, que se passa nos anos 1950, conta a história de duas irmãs que se separam devido às tensões familiares. Guida foge de casa em busca de liberdade. Quando ela volta, Eurídice está casa e morando em outro lugar. O pai, um homem machista e autoritário, faz de tudo para que elas não se reencontrem. 


"Os desejos são rompidos por homens machistas. Elas são perpassadas por uma violência muito grande", comenta a atriz Carol Duarte, que interpreta Eurídice. Julia Stockler, que vive Guida, fala que as duas atrizes fizeram ensaios especiais para criar um vínculo forte. "Teve uma construção muito profunda nos ensaios para que uma sentisse falta de outra". 


Karim Aïnouz comenta que o filme já ganhou 14 prêmios em todo o mundo, desde seu lançamento, e que a produção passa por um trabalho especial para ganhar musculatura para a indicação ao Oscar. "Há um cronograma preciso para permitir que o filme seja visto pelos membros da academia". 


Não bastasse a intensidade do filme, há ainda Fernanda Montenegro, que faz uma participação especial. 

Publicada: 21/11/2019

Comentários