série presidenciáveis na Redetv!

"Reforma trabalhista é avanço, mas poderia ser melhor", diz Alvaro Dias


Publicada:24/07/2018 16:31:00
Redação/RedeTV!

Pré-candidato do Podemos à Presidência, Alvaro Dias afirmou, em entrevista aos canais digitais da RedeTV!, nesta terça-feira (24) que, embora apoie a reforma trabalhista, pretende fazer alterações caso seja eleito. 

"A reforma trabalhista é um avanço, eu a defendi desde o início. Concordo com ela de um modo geral, mas poderia ser melhor", afirmou o presidenciável aos jornalistas Mauro Tagliaferri e Stella Freitas. "Nós vamos melhorar essa reforma, vamos acrescentar o que é preciso, além de fazer um balanço e concluir o que é bom, o que é ruim", acrescentou.

Dias ainda confirmou que tem falado com o ex-ministro Joaquim Barbosa, mas disse não ter intenção política na troca de mensagens, que, segundo ele, ocorrem pelo Whatsapp. "É estranho divulgar que eu estaria tentando conversar com o Joaquim Barbosa, porque não há nenhum impedimento para que a gente converse. Eu tenho conversado com ele, independentemente de qualquer outro interesse. Trocamos, às vezes, mensagens escritas através do Whatsapp, mas não há, nesse momento, qualquer diálogo de natureza política visando uma coligação", explicou, acrescentando que tem falado bastante com lideranças do PSB. 

Com a convenção de lançamento da candidatura marcado para 4 de agosto, o político afirmou que o partido ainda não definiu seu vice e justificou: "Temos que aguardar até o último momento para verificar se haverá hipótese de coligação. Se houver, o vice, provavelmente, terá de vir de outro partido".

Exercendo cargo de senador, Dias afirmou que o sistema político não permite grandes mudanças e declarou que planeja fazer reforma constitucional. "A atual Constituição tem que ser reformada para nos oferecer os mecanismos para as demais reformas: política, do estado, Previdência, tributária, do sistema federativo", pontuou. "Há no inconsciente coletivo esse desejo irrefreável de mudança no país. Quem resistir será atropelado".

Comentários