Alerta Nacional

VOLTAR

Pastor é preso acusado de abusar sexualmente de fiéis em Macapá

Assista mais vídeos e inscreva-se no nosso canal de Jornalismo no Youtube. Clique aqui!


O pastor Jeremias Barroso, fundador da Igreja Getsêmani, no Amapá, foi preso na tarde da última sexta-feira (19) acusado de abusar sexualmente de cerca de 12 mulheres que frequentavam a igreja. Uma das féis detalhou os abusos em seu depoimento. 



Segundo a Polícia Civil, o homem estava sendo investigado em sigilo ao longo do segundo semestre de 2020 e remetido ao Ministério Público do estado. A prisão do religioso foi pedida após ele não colaborar para a elucidação do caso. Através do seu advogado, ele negou as acusações e se diz vítima de calúnias.

Publicada: 22/02/2021

Comentários