fez boletim de ocorrência

Atriz global relata agressão de família do ex: "Tentaram ficar com minha filha"

Redação/RedeTV!

(Foto: Fagner Soares/Divulgação)

Letícia Almeida desabafou ao falar sobre os desentendimentos com a família do ex-namorado, do músico Saulo Pôncio, cinco dias após contar em seu Instagram que sua filha, Maria Madalena, é, na verdade, fruto de um envolvimento com o concunhado, Jonathan Couto. O pai da criança é casado com Sarah, irmã de Saulo.

Em entrevista ao jornal “Extra”, a atriz de 22 anos, que atuou em "Meu Pedacinho de Chão", disse que a relação com a família do músico, com quem namorou durante dois anos, é bastante difícil e destacou que chegou a fazer um boletim de ocorrência após uma briga terminar em agressão no dia 20 de junho. “Eles tentaram ficar com minha filha, teve uma confusão, me xingaram, xingaram meu pai, rasgaram nossas roupas. Pedi uma medida protetiva. Estou com muito medo e nem saio de casa”, afirmou.

Em outro trecho, ela detalha a discussão que acabou na delegacia. “No dia 20 de junho, mandei uma mensagem para a Sarah pedindo que ela deixasse a carteira de vacinação da Madá na portaria do condomínio. Eu a levaria ao pediatra na segunda-feira. Quando chegamos ao condomínio, eu, meu pai e a Madá, nosso carro foi fechado pelos carros do pastor Márcio e de seus seguranças, oito no total. Meu pai não entendeu, eu estava atrás com a minha filha na cadeirinha quando o pastor abriu a porta e tentou tirá-la. Eu comecei a gritar, o Saulo veio e tentou arrancá-la com truculência. Eu desesperada porque iriam pegar minha filha, meu pai foi contido pelos seguranças, e Saulo puxando a menina. Soltei para não machucá-la e fui atrás. Mas o Márcio gritava dizendo que a gente ia ver com quem tava lidando. Pegaram o carro do meu pai e levaram para dentro do condomínio, liguei para minha advogada e quando estava no celular o Saulo veio pra cima de mim, jogo meu celular no chão, quebrou e sumiu com ele. Lá de dentro vem a mãe dele, a Simone me xingando de piranha e vagabunda. Ela partiu para cima de mim, rasgou minha roupa, vendo aquilo tudo, meu pai veio me defender e ela rasgou as roupas dele também. Chamamos a polícia e todos fomos para a delegacia. pedi uma medida protetiva porque estou com medo”, repetiu.

Letícia também explicou como o ator Pablo Morais, ex da cantora Anitta, surgiu entre os possíveis pais de sua filha. “Conheci o Saulo há quatro anos na Igreja Anabatista. Fui levada por amigos e comecei a frequentá-la. Aos poucos me tornei um membro, conheci melhor o Saulo e sua família, O pai dele, Márcio Matos, era meu pastor. Começamos a namorar e eu estava fazendo ‘Meu pedacinho de chão’. Só que brigávamos muito, ele era bem ciumento, não entendia minha profissão. Terminamos e pouco tempo depois namorei o Pablo Morais. Fiquei três meses com ele, mas ainda gostava do Saulo. Terminei e dois meses depois, eu e Saulo voltamos a trocar mensagens e a sair”, relembrou.

Ao falar sobre sua relação com Jonathan Couto, apontado pela atriz como pai de Maria Madalena, a jovem diz que o conhecia antes mesmo de Sarah, com quem ele se casou depois. “Nós sempre fomos amigos. Eu o apresentei a Sarah. Eu estava com Saulo, não chamava de namoro, mas era um relacionamento sério apesar de não rotularmos. Eu não fui à casa dele desabafar como foi contado quando ele fazia um show em Brasília. O Saulo me pediu para ficar na casa dos pais dele à espera de sua volta. Eu conhecia todos mundo, sempre frquentei a casa deles, todos moram juntos. Dormi lá (…) Bebemos, e não lembro direito como aconteceu. Mas aconteceu. E, infelizmente, não posso apagar isso, desfazer”, lamentou.

Ao descobrir que estava grávida, Letícia disse que não teve dúvidas de que a criança era de Saulo. “Eu e Saulo estávamos bem. Não usávamos proteção no sexo. Sei que é uma idiotice, mas não usamos. Foi quando minha menstruação atrasou e falei com Saulo. Fiz o teste de farmácia e deu positivo. Contei para ele, reunimos a família dele e a minha, fizemos um exame de sangue, e a gravidez foi constatada, Foi meio chocante, eu tão nova... Mas foi um momento de muita felicidade para todos nós” disse.

Mas, segundo a atriz, os pais de Saulo queriam tirar qualquer dúvida. “Quando eu estava com 7 meses, eu já morando na casa deles, meus sogros falaram para eu fazer um teste de DNA pra ver se Saulo se endireitava, para ele ter a noção de que ia ser pai, criasse responsabilidade. Eu topei, claro. Mas decidimos esperar a bebê nascer (…) Fiz o teste a pedido da minha sogra. Estávamos em Angra dos Reis, na casa que eles têm, e liguei para o laboratório porque o resultado estava demorando muito. Recebi por email e todos estavam do meu lado quando abri. Não forjei nada. Porque na hora não entendemos o que dizia. A Simone pediu para eu enviar por whatsapp a foto do resultado. Mandei a foto e também uma imagem do Google que mostrava um resultado positivo, para que a gente comparasse. E todos nós achamos que era positivo o exame. Algumas semanas depois, a Simone decidiu ir ao laboratório com Saulo. Ela sempre dizia que a gente precisava pegar a cópia para anexar à certidão de nascimento da Madá. Quando voltaram de lá, disseram que o exame tinha dado negativo. E eu não entendi nada. Nada mesmo. Fiquei desesperada, chocada. Saulo nem quis olhar na minha cara. Lógico! Me coloco no lugar dele. Entendo todo mundo”, disse.

Recomendado para você


Comentários