táxi-aéreo clandestino

Anac interdita avião usado por Maiara e Maraisa e notifica produção da dupla

Redação/RedeTV!

(Foto: reprodução/Instagram)

O avião usado pela dupla Maiara e Maraisa foi interditado pela Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) em operação contra táxis-aéreos piratas.

A informação, inicialmente publicada pela coluna de  Lauro Jardim no jornal “O Globo” nesta quinta-feira (17), foi confirmada ao Portal da RedeTV! pela assessoria de imprensa da Anac.

“As aeronaves foram interditadas por indícios de táxi-aéreo clandestino, tendo em vista que são aviões privados de terceiros e que estão sendo utilizados mediante remuneração”, afirmou a Agência em nota. 

Ainda de acordo com a Anac, os pilotos envolvidos também tiveram as licenças para pilotar suspensas e a dupla foi notificada. “Os contratantes, nesse caso específico a produção das cantoras, também são notificados pela Agência com o objetivo de serem alertados sobre o risco de contratarem um serviço irregular”.

Os responsáveis pela contratação do táxi-aéreo irregular foram convocados pela Agência para colaborarem com as investigações “sem qualquer ônus, pois muitas vezes os contratantes não sabem que o serviço se trata de táxi-aéreo irregular”.  

A produção das cantoras já foi notificada pela Anac em 2017 e neste ano. Em outubro do ano passado, as cantoras tiveram um susto no avião que as transportava quando o pneu da aeronave estourou no momento do pouso no aeroporto de Maringá, no Paraná. O jatinho chegou a sair da pista, mas as cantoras não se feriram e seguiram normalmente para São Borja (RS), onde fizeram um show.

O Portal da RedeTV! entrou em contato com a assessoria de imprensa da dupla Maiara e Maraisa e ainda aguarda resposta.

Veja também: Maiara e Maraisa falam sobre avião que derrapou em pista: "Só um susto"

Recomendado para você


Comentários