EDITORIAS
 
Aplicativos para celular I CidadesI Ciência e SaúdeI Dá para acreditar?I EconomiaI EducaçãoI Meio ambienteI MundoI PolíticaI Tecnologia
-
     
01/06/2013 08h13    
 

PM reforçará ação após arrastão em restaurante de SP

 
Agência Estado
 
 
Quatro bandidos fizeram um arrastão na noite de anteontem no bistrô Ruella, no Itaim-Bibi, zona sul de São Paulo. Horas depois de os ladrões fugirem com dinheiro, celulares e relógios de 19 clientes, a cúpula da Segurança Pública decidiu se reunir na próxima semana com donos de restaurantes e expandir para o bairro a operação policial que desde março já vem combatendo esse tipo de crime nos Jardins, em Moema e na Vila Madalena.

Só neste ano, já foram pelo menos 19 arrastões na cidade, muitos em estabelecimentos famosos das zonas sul e oeste, o que vem causando cobranças por mais segurança por parte de empresários do setor gastronômico. Quando os assaltantes chegaram ao Ruella, por volta das 23 horas de quinta-feira, o bistrô estava lotado, com aproximadamente 70 pessoas. Entre os clientes estava o humorista Felipe Andreoli, que, pelas redes sociais, fez um desabafo acusando o poder público de omissão.

Veja mais:
>>> Assaltantes fazem arrastão em restaurante de SP
>>> Restaurante e café sofrem arrastões em São Paulo


De acordo com a proprietária do restaurante, a chef Danielle Dahoui, dois criminosos renderam primeiro dois manobristas. Em seguida, entraram no Ruella e obrigaram os clientes que estavam fumando ou comendo nas mesas da parte externa a entrar no bistrô.

Danielle conta que os bandidos aparentavam estar calmos, mas ameaçaram atirar nas pessoas se elas escondessem algo. A chef afirma que os ladrões queriam celulares, relógios e dinheiro. Em cerca de três minutos, ela calcula, assaltaram 19 clientes e fugiram.

A quadrilha tinha mais dois homens dando apoio ao assalto - um deles ficou na porta e um quarto esperava os comparsas em um carro. Seguranças perceberam o crime e a Polícia Militar foi acionada, mas, quando os policiais chegaram, os bandidos já haviam fugido.

O caso de anteontem será investigado pela recém-criada 2.ª Delegacia de Intervenções Estratégicas, especializada em crimes "da moda", como os arrastões. Recém-criada, ela desvendou nesta semana o primeiro caso de roubo em restaurante. Na segunda-feira criminosos invadiram uma pizzaria na Vila Mariana e roubaram 20 pessoas em três minutos. Dois dias depois, na quarta-feira, policiais chegaram ao esconderijo dos ladrões, na zona leste, a partir de um dos celulares roubados. Um suspeito foi morto e três fugiram. Cerca de 90% dos pertences das vítimas foram recuperados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
PUBLICIDADE
Compartilhe:
VÍDEOS
»
 
PUBLICIDADE ANUNCIE
 
ENQUETE
Pesquisa do IBGE mostra que quase metade dos usuários de álcool começaram a beber com menos de 18 anos. Você se inclui nesse número?