RedeTV


É Notícia

VOLTAR

Alexandre Kalil, prefeito eleito em Belo Horizonte pelo PHS

O ex-presidente do Atlético-MG começou a entrevista analisando a tragédia com o voo da Chapecoense. "Os grandes clubes brasileiros precisam fazer um pacto para que a Chape não morra. Nós temos que atenuar, de alguma forma, o sofrimento dessa comunidade", declarou. Kalil lembrou que sua candidatura, que foi oficializada em abril, começou a ser pensada a partir de um conjunto de pesquisas. Alexandre Kalil atribuiu sua vitória ao descontentamento da população. "O povo não aguenta mais o que está aí", e citou a polêmica tentativa de anistiar o caixa 2. Kalil defendeu a política do diálogo, da conversa: "Sem isso, o dinheiro não chega ao pobre". Quando comparado ao presidente eleito Donald Trump, foi taxativo: "Não discuto vitória. O povo sempre escolhe bem". Kalil também analisou o desempenho do PSDB em Minas Gerais, derrotado no governo do Estado e na prefeitura da capital. "O Aécio Neves não é mais uma liderança em Minas Gerais". Sobre Geraldo Alckmin, Kalil falou que o tucano paulista ganha força no cenário nacional após a vitória de João Doria, no 1º turno, em São Paulo.

Publicada: 13/12/2016

Comentários