De segunda a sexta, às 15h

Blog

PM é baleado em confronto em Paraisópolis

Um policial militar foi baleado na quinta-feira, 23, em um confronto com suspeitos na Rua Itajubaquara, na comunidade de Paraisópolis, zona sul da capital paulista. A PM foi acionada com a informação de que um grupo de criminosos estava reunido em um imóvel na via.
Segundo a corporação, o policial foi recebido com tiros no local às 14h58, ao que revidou, dando início ao confronto. O PM, que não teve o nome informado, acabou sendo baleado no abdômen. Ele foi socorrido ao Hospital Albert Einstein e passou por cirurgia. À noite, seu estado de saúde era estável.

Em seguida, a polícia fez um patrulhamento em Paraisópolis com o intuito de encontrar os suspeitos. Uma nova troca de tiros ocorreu e um suspeito foi baleado. O seu estado de saúde não foi divulgado. Ninguém havia sido preso até as 22 horas.

Polícia prende suspeito de participar de assalto a transportadora

A Polícia Civil prendeu na quinta-feira, 23, um vigia suspeito de participar do assalto milionário a uma transportadora de valores, em São Mateus, na zona leste da capital paulista. Para os policiais, ele deu indícios de ter facilitado a ação da quadrilha, que roubou R$ 6,7 milhões, na noite da última quarta-feira, 22. A prisão temporária de cinco dias já foi decretada pela Justiça.
O suspeito saiu algemado da sede do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) e foi levado para o 77º Distrito Policial (Santa Cecília), no centro de São Paulo. O vigia teria entrado em contradição durante o depoimento colhido pelos policiais, que suspeitam que ele tenha fornecido informações privilegiadas aos criminosos. Ainda não há pistas sobre os demais integrantes da quadrilha.

Quinze assaltantes, armados com espingardas, fuzis e metralhadoras, participaram da ação criminosa em uma unidade da Tecnologia Bancária (TecBan), que fica na Rua Forte Cananeia. A empresa é responsável por transportar valores e distribuir dinheiro em caixas eletrônicos.

A quadrilha chegou ao local no momento em que carro-forte era descarregado. Uma testemunha afirmou que logo depois de estacionarem para retirar os malotes de dinheiro, um Volkswagen Gol, de cor branca, com logotipos da empresa, entrou na unidade e surpreendeu os vigilantes. Uma Kombi, usada pelos criminosos, ficou do lado de fora para dar cobertura.

Houve uma intensa troca de tiros entre os vigilantes e os bandidos. A perícia recolheu no local cerca de 60 cartuchos deflagrados de armas diferentes. Os policiais encontraram cápsulas de calibre 12, de espingarda, .223 e 7,62 mm, de fuzil, 38, de revólver e .50, o calibre mais poderoso de metralhadora - usado até para abater helicóptero.

A quadrilha ainda incendiou dois veículos: o Gol, usado para entrar na empresa, e um caminhão, que ficou atravessado na rua da transportadora para dificultar a chegada da polícia. Ambos eram roubados.

Em nota, a TecBan informou que "está colaborando com as autoridades competentes nas investigações em curso". Ainda segundo a empresa, "o ocorrido não trouxe impactos para as operações da empresa e tampouco para o atendimento à população".

Corpo de empresária é encontrado em Angra dos Reis, no Rio

O corpo da empresária Mônica do Rosário Oliveira, desaparecida desde o início do mês, foi encontrado  em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro, na noite de quinta-feira (23). Mônica, de 37 anos, era dona de pousadas na região.

Segundo a Polícia Militar (PM), o corpo foi encontrado por agentes em uma mata na região. Um funcionário de uma pousada foi detido, após ser denunciado por moradores, que dizem ter visto o homem entrando e saindo da mata diversas vezes. 

Desentendimentos relacionados ao trabalho teriam motivado o crime. Segundo a PM, Mônica pretendia colocar outro empregado para administrar um hotel durante uma viagem que ela faria, o que teria causado revolta no suspeito.

O caso está sendo investigado pela 166ª Delegacia de Polícia (Angra). O corpo de Mônica foi levado para o Instituto Médico Legal (IML).

Acusado de matar jovem no McDonald's é condenado a 14 anos

Acusado de matar um estudante no estacionamento de uma unidade do McDonald's na zona oeste de São Paulo, Fernando de Araújo Lopes da Silva foi condenado a 14 anos de prisão pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). A decisão é do 5º Tribunal do Júri da capital.
O crime aconteceu no dia 7 de junho de 2013 em uma lanchonete localizada na esquina das Avenidas Henrique Schaumann e Rebouças, na região de Pinheiros.

O estudante Diego Ribeiro Cassas, de 18 anos, havia se envolvido em uma briga com dois homens, na frente da casa noturna Via Marquês, na Barra Funda, também na zona oeste. Ele e três amigos deixaram o local, mas foram seguidos pelos suspeitos - um deles era Silva.

Pouco antes das 6h30, o jovem estacionou o carro no McDonald's. Duas pessoas se aproximaram dele. Após uma breve discussão, um homem sacou a arma e atirou quatro vezes: uma na cabeça e três nas costas. O atirador continua foragido.

"O Conselho de Sentença (...) afirmou a autoria e a materialidade do imputado ao acusado, reconhecendo também as qualificadoras irrogadas", afirmou o juiz Adilson Paukoski Simon, na sentença.

Estado de menina baleada no Chapadão é grave, mas estável

Está em estado grave, mas estável, a menina de sete anos que foi atingida por um tiro na tarde desta quarta-feira, 22, no conjunto de favelas do Chapadão, em Costa Barros, na zona norte do Rio. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde. Vitória Márcia Valério Rodrigues Ferreira está internada no Hospital Municipal Jesus, em Vila Isabel (zona norte), para onde foi transferida depois de ser socorrida primeiramente no Hospital Municipal Souza Aguiar.
Segundo a Polícia Militar, no momento em que a menina foi atingida, havia confronto entre traficantes e PMs na favela Parque Esperança, no Chapadão. Outras duas pessoas foram baleadas. A origem dos tiros deverá ser esclarecida com o auxílio de exame pericial. Os adultos (Marcelo Saturno Silva, de 32 anos, o único que teve a identidade divulgada) foram socorridos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ricardo de Albuquerque, na zona norte. O caso está sendo investigado pela 31ª Delegacia de Polícia, em Ricardo de Albuquerque.

Protesto

À noite, dois homens, identificados como Bruno dos Santos Ramiro e Adriano Dias de Lima, foram baleados e mortos. Segundo a PM, eles circulavam em um carro cinza e não teriam obedecido a ordem dos policiais para que parassem o veículo, em um dos acessos da comunidade.

Os agentes envolvidos na ocorrência tiveram armas apreendidas. Durante a ação, um carro roubado em Guadalupe foi recuperado e uma pistola, um revólver e um carregador foram apreendidos.

Depois das mortes, houve protestos na Estrada do Pau e na Via Light. Homens atearam fogo a objetos nas vias. Na manhã desta quinta, o policiamento foi reforçado na região.

Outro caso

Um menino de dez anos está internado após ser atingido por um tiro de raspão na cabeça na tarde de quarta-feira no Parque Santa Clara, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. De acordo com o Hospital Ferreira Machado, também situado em Campos, o menino passa bem.

Segundo informações do subcomandante do 8º Batalhão (Campos), major Aloísio Luz, PMs foram acionados após uma tentativa de homicídio no bairro Parque Santa Clara, em Campos dos Goytacazes. Dois homens em uma moto teriam efetuado disparos contra uma terceira pessoa. Foi quando o menino teria sido atingido de raspão. O caso foi registrado na 146ª Delegacia de Polícia (Guarus). Segundo a Polícia Civil, quatro pessoas que teriam participado do tiroteio foram presas.

Criminosos fazem refém em assalto a banco em Campinas

Pelo menos dois homens armados mantinham um vigilante como refém no interior de uma agência do banco Itaú, no distrito de Barão Geraldo, em Campinas, no interior de São Paulo, na manhã desta quinta-feira, 23. A agência foi cercada pela Polícia Militar e foram iniciadas as negociações com os criminosos.
Segundo a PM, os bandidos teriam amarrado explosivos no corpo de um refém e ameaçado explodir caso a polícia invadisse o local. Os homens invadiram a agência por volta das 9h30, mas teria sido acionado um alarme e a polícia foi mobilizada.

Homens que davam cobertura aos assaltantes do lado de fora conseguiram fugir. Bombeiros e ambulâncias deram apoio ao cerco à agência. Por causa do explosivo, uma equipe do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) da PM também foi acionada.

Explosão de gás de cozinha deixa feridos em Suzano

A explosão causada por vazamento de gás de cozinha provocou o desabamento de uma residência e deixou ao menos nove pessoas feridas, cinco com queimaduras graves, na cidade de Suzano, região metropolitana de São Paulo, na manhã desta quarta-feira (22). Uma pessoa ficou presa sob os escombros, e foi encontrada pelo Corpo de Bombeiros. 

Segundo o Corpo de Bombeiros, a explosão ocorreu por volta das 6h, na Rua João Cunha, número 9, no Jardim Leymar, e causou danos a outras três casas. De acordo com informações iniciais, um morador teria notado um vazamento no botijão de gás na noite de terça-feira (21). Como não vedou o vazamento, a explosão ocorreu quando uma luz foi acesa na residência por outro morador, por volta das 5h30. 

Às 8h30, quatro viaturas permaneciam no local para fazer uma varredura e verificar se havia mais pessoas no imóvel. As causas do acidente serão investigadas pela Defesa Civil.

1 2 3 4 5 6